HPLHCM Lisboa
Início > Notícias
.
800 mil casas precisam de obras profundas
DN, 30-03-2009

O mercado de reabilitação urbana está avaliado em 28 mil milhões de euros, o equivalente a metade do valor do pacote de grandes obras públicas anunciadas pelo Governo até 2017. Em causa estão 800 mil casas a necessitar de obras "profundas e urgentes" e mais de um milhão que necessitam de "intervenções de menor dimensão". Mas há 114 mil que estão em completa ruína.

Um segmento de mercado de mão-de-obra intensiva determinante num período de grave crise como o que a indústria atravessa e que "pode determinar a diferença entre continuarmos a regredir ou iniciarmos um novo período de crescimento na fileira", salienta Reis Campos.

Este responsável lembra que o desafio da reabilitação só pode ser ganho "com intervenções alargadas que abranjam quarteirões inteiros e que a reabilitação tem de ser feita de molde a que as casas sejam atractivas, com condições interessantes e o seu custo não pode ser elevado, de modo a atrair os jovens".

Quanto ao sector da habitação, os números mais recentes mostram que a tendência continua a ser de queda. No último trimestre de 2008 foram licenciado 8,9 mil edifícios e concluídos sete mil. Em termos anuais, a quebra foi de 13,7% no número de edifícios licenciados e de 11,9% nos concluídos. Face a 2003, a quebra de edifícios concluídos é de 50%.