HPLHCM Lisboa
Início > Notícias
..
Protocolos BIP-ZIP 2012 assinados hoje nos Paços do Concelho
26-06-2012

Foi perante uma sala cheia de parceiros, na maioria muito jovens, que decorreu ontem a assinatura dos protocolos sobre as 28 candidaturas aprovadas pela CML relativas à edição do Programa BIP-ZIP 2012 – Parcerias Locais. A sessão, que contou com a presença do Presidente da CML e da Vereadora da Habitação, iniciou-se com a apresentação de um pequeno filme sobre a edição do Programa BIP-ZIP 2011, seguindo-se as intervenções de Helena Roseta e António Costa, que salientaram a dinâmica de inovação social que preside a este programa. Estiveram presentes 8 Juntas de Freguesia, na qualidade de promotoras de algumas destas candidaturas.
Veja o filme do Programa BIP-ZIP 2011 AQUI

O programa BIP-ZIP vai na segunda edição e tem como objetivo fomentar a participação comunitária, a auto-organização e potenciar o empreendedorismo e a iniciativa local, através de pequenas intervenções propostas e executadas pelos candidatos.

Em todo o processo, a câmara estimula a participação, mobilizando os moradores, promovendo reuniões e grupos de trabalho, incentivando a formação de parcerias e apoiando tecnicamente os projetos.

Na cerimónia, a vereadora com o pelouro da Habitação, Helena Roseta assegurou que “o nosso compromisso nos próximos dois, três meses é verificar se há outros programas para onde as candidaturas que não foram aprovadas possam ser encaminhadas, nomeadamente temos um programa que acaba em 31 de julho, para apoios financeiros do município ou outros, que permitam assegurar a continuidade daqueles que não conseguiram, desta vez o financiamento”.

O presidente da autarquia, António Costa, fez questão de felicitar a vereadora, pela ideia e pela energia que tem dado ao desenvolvimento deste programa dizendo que este projeto é particularmente importante nas circunstâncias em que vivemos. “Quando os recursos são poucos é essencial procurar concentrar os poucos recursos que temos no que é mais importante e esse foi o primeiro, realizado pela comunidade” explica o autarca acrescentando que “todos juntos fazemos mais e essa junção de energia é muito importante”, conclui.

Esta segunda edição conta novamente com um orçamento anual de um milhão de euros destinados a juntas de freguesia, associações e coletividades, para projetos apresentados e concretizados por parcerias locais. Através de um júri independente, esta edição selecionou, 20 projetos, entre 106 candidaturas, apresentadas exclusivamente online, onde as entidades tiveram de se registar previamente.

Estes 28 projetos dinamizadores, marcam presença em 34 bairros (BIP/ZIP) de 24 freguesias da cidade, promovendo um total de 570 atividades que abrangem de forma direta mais de 70.000 habitantes. Os projetos são desenvolvidos através de parcerias locais e contam com o envolvimento de 97 entidades (90 ONG e 7 juntas de freguesia).

Estes bairros ou zonas, públicos ou mistos, são áreas onde se concentram carências sociais, habitação degradada, falta de equipamentos e transportes ou outras carências urbanísticas e ambientais e que por isso precisam de uma intervenção prioritária.

Distribuídos por 34 freguesias da cidade foram identificados 67 BIP/ZIP que beneficiam de dois tipos de intervenção: as operações de regeneração urbana, conduzidas pelos Gabinetes de Apoio Local (GABIP); e o programa de parcerias locais. Esta estratégia municipal assenta no estabelecimento de parcerias a nível local que envolvem a participação de moradores. Com a inclusão deste conceito no novo Plano Diretor Municipal, esta estratégia conta com uma maior estabilidade.